28/12/2017

SERÁ QUE MEU CACHORRO ESTÁ COM A DOENÇA DO CARRAPATO?

 

 

O verão chegou e com ele, o aumento da incidência de uma grave enfermidade. Você sabe reconhecer os sintomas da Doença do Carrapato em seu cão? Descubra agora os principais sinais!

 

 

A combinação das altas temperaturas com uma maior umidade forma a condição ideal para o aumento da incidência de carrapatos no ambiente e, consequentemente, nos cães. E não é à toa que no verão, os casos da Erliquiose (conhecida como Doença do Carrapato) aumentam consideravelmente. E se você está com dúvidas sobre quais são os sintomas, o diagnóstico e o tratamento, leia a matéria e saiba tudo sobre essa doença.

 

COMO O CACHORRO “PEGA” A DOENÇA DO CARRAPATO?
Por duas vias principais, sendo que a primeira e mais comum é através da picada do carrapato marrom do cão, o Rhipicephalus sanguineus, encontrado de maneira habitual principalmente no verão. A segunda maneira, menos comum, é através da transfusão sanguínea de um cão contaminado para um animal saudável.

 

TODOS OS CARRAPATOS ESTÃO INFECTADOS?
Não. Para que o parasita se infecte ele precisa fazer um repasto sanguíneo em um cão infectado para só então ser capaz de transmitir a doença para outros animais saudáveis.

 

“MAS MEU CACHORRO NÃO ESTÁ COM CARRAPATO! ”
Muitas pessoas ficam confusas quando descobrem que seus animais estão com a Doença do Carrapato, mesmo sem terem nenhum parasita visível durante o diagnóstico.
O pet pode ter tido contato com o parasita há algumas semanas e a doença ter demorado a manifestar seus sintomas, o que chamamos de período de incubação, que pode variar de 1 a 3 semanas normalmente. Assim, embora o pet esteja livre de carrapatos naquele momento, a infecção já deve ter ocorrido e a bactéria pode estar presente em seu organismo, causando sinais clínicos.

 

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?
Os sinais podem ser muito variáveis, de acordo com a fase da doença, e inespecíficos, sendo comuns a diversas outras doenças. A doença pode se manifestar em 3 fases distintas: aguda, subclínica e crônica, dependendo do estado imunológico do animal. A maioria dos sintomas ocorre na fase aguda devido à rápida multiplicação do agente no sangue. Já na fase subclínica, normalmente o animal apresenta-se sem sintomas, enquanto na fase crônica, a enfermidade assume os mesmos sintomas descritos para fase aguda, porém de forma mais leve.

 

 

 

 

 

COMO SEI SE MEU CACHORRO ESTÁ COM A DOENÇA DO CARRAPATO (ERLIQUIOSE)?
Infelizmente, apenas pelos sintomas não é possível chegar ao diagnóstico definitivo. São necessários exames complementares, além do exame físico e do histórico do cão.
Os sintomas dessa doença costumam ser pouco específicos e se confundem facilmente com várias outras patologias. Então, para se chegar ao diagnóstico correto é preciso que o veterinário utilize algumas técnicas laboratoriais. Dentre as técnicas existentes atualmente, os testes rápidos merecem destaque, pois fornecem agilidade (resultado em 10 minutos) e precisão no resultado, com altas sensibilidade e especificidade, próximas de 100%, o que garante confiabilidade no diagnóstico, além de serem de baixo custo, se comparados às técnicas laboratoriais mais complexas.

O SensPERT E. canis Ab Test Kit é o teste rápido da Venco Saúde Animal, que demonstra, através de uma pequena amostra de sangue, soro ou plasma se o pet possui anticorpos (do tipo IgG) para aquela doença. O teste deve ter seu resultado avaliado em conjunto com os sintomas que o animal apresenta e somente deve ser feito pelo Médico Veterinário do animal.
Saiba mais sobre o teste aqui.

 

A ERLIQUIOSE TEM CURA?
Sim, a erliquiose possui tratamento e o quanto antes ele for iniciado, maiores são as chances de recuperação. Porém, devemos sempre reforçar que todo e qualquer tratamento somente deve ser feito com a orientação do Médico Veterinário.

 

COMO TRATAR O CACHORRO COM ERLIQUIOSE?
A erliquiose é uma doença causada por uma bactéria, a Ehrlichia canis, e por isso o tratamento abrange o uso de antibióticos, sendo que o princípio ativo de primeira escolha é a Doxiciclina, que possui uma excelente ação nessa enfermidade.
A Doxiven 100 mg da Venco Saúde Animal é um antibiótico que leva em sua formulação esse princípio ativo em sua forma de Hiclato, promovendo uma melhor absorção no organismo do animal. Saiba mais aqui.
Além do tratamento específico para eliminar a bactéria do organismo, algumas medicações de suporte também devem ser utilizadas de acordo com as condições secundárias apresentadas pelo animal.

 

A ERLIQUIOSE PODE MATAR?
Se o animal não receber a terapia adequada, a doença pode se agravar e levar o animal à óbito por diversas condições. Por isso é tão importante levar o cão no Veterinário assim que notar qualquer sintoma e não esperar que a doença evolua.

 

EXISTE VACINA PARA ERLIQUIOSE?
Até o momento não existe nenhuma vacina produzida comercialmente contra a Doença do Carrapato. Portanto é preciso prevenir os cães contra esses parasitas, seja com o uso de coleiras antiparasitárias, medicamentos ectoparasiticidas, além é claro, de toda a desinfecção do ambiente para controlar o vetor no local que o pet vive (quintal, casinha, cama, gramado e outros).

 

A Erliquiose é uma doença séria e merece cuidados especiais. Se você tem um pet que apresenta quaisquer dos sintomas descritos aqui, leve-o ao Veterinário o mais breve possível, assim você aumenta as chances de cura do seu animalzinho.


Gostou dessa matéria? Então compartilhe com seus amigos para que eles também possam proteger seus pets e estar atentos.